Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Ensaio: SEAT Tarraco 2.0 TDI – Para miúdos e graúdos

O Seat Tarraco passou a ser o maior SUV da Seat. O seu habitáculo amplo inclui sete lugares e espaço para toda a família, mas também uma imagem moderna e sóbria que vai agradar a toda a gente. O motor 2.0 TDI de 150 cavalos é a escolha racional.

A moda dos SUV não para de conquistar adeptos, fazendo com que muitos construtores tenham de ajustar a sua gama para responder à crescente procura de modelos deste género. No caso da Seat, já são três os modelos disponíveis, uma vez que depois do Ateca e do Arona, é agora o momento de conhecermos o Tarraco. É o nome original da cidade de Tarragona e foi escolhido pelos fãs da marca, através de uma votação online.

Em termos de alinhamento com os outros SUV do Grupo Volkswagen, o Tarraco alinha com modelos como o Tiguan Allspace ou o Kodiaq, sendo este, talvez, o seu maior rival, em conjunto com o Peugeot 5008. Em termos de dimensões, o novo modelo da Seat até consegue esconder os seus 4,7 metros de comprimento e 1,84 metros de largura, graças ao seu desenho da carroçaria mais elegante e até com menos arrojo para o que é habitual na Seat. Ainda assim, o sistema de iluminação totalmente em LED inclui óticas dianteiras com um tamanho mais compacto e na parte de trás está presente uma nova assinatura visual, com uma faixa vermelha refletora a unir as duas óticas. A altura supera 1,67 metros, se já contarmos com as barras longitudinais do tejadilho, e entre os eixos há quase 2,80 metros de distância, o que deixa adivinhar um habitáculo generoso em termos de espaço.

Uma vez a bordo confirmamos de imediato que o tema espaço será algo de que vamos sempre falar num tom positivo, assim como a iluminação em todo o habitáculo, aqui beneficiada pela presença no teto de abrir panorâmico. Na fila da frente, e no lugar do condutor, a posição de condução é muito boa, ainda que obviamente mais elevada que em outros e os materiais utilizados a bordo parecem ter sido alvo de uma escolha mais cuidada, o que melhora a imagem de qualidade deste modelo.

Em termos de espaço, podemos contar com os sete lugares existentes a bordo, sendo que os da terceira fila serão os mais indicados para as pessoas mais pequenas, ainda que não estejam restringidos a crianças. Não têm o mesmo espaço e conforto de um Seat Alhambra, por exemplo, mas estão num patamar perfeitamente utilizável. Na fila intermédia, por outro lado, há espaço de sobra para tudo e até detalhes como os tabuleiros rebatíveis nas costas dos assentos dianteiros, com suportes para copos integrados. E se lhe for incumbida a missão de ir buscar umas caixas de cartão a uma conhecida loja nórdica de mobiliário, poderá contar com o rebatimento de seis assentos a bordo do Tarraco, que deixam disponível uma área quase equiparável à de uma pequena sala.

Na frente, o maior destaque vai para o novo monitor tátil existente no topo do tablier e para o painel de instrumentos totalmente digital e personalizável que já encontramos em diversos modelos da marca. O seletor dos modos de condução rotativo está arrumado na consola central, entre os assentos e permite-nos optar entre um modo mais tranquilo e confortável e outro, com um toque mais desportivo, para quando viajamos sozinhos a bordo do Tarraco.

A motorização Diesel de dois litros é a de 150 cavalos de potência, que nos deixou a desejar um pouco mais de fôlego e força para fazer mexer os mais de 1.700 quilos deste modelo, assentes em pneus com jantes de 20 polegadas de diâmetro, mas tem a vantagem de proporcionar médias de consumo comedidas em estrada e nos ritmos mais tranquilos. Sempre que tentarmos aproveitar as boas capacidades do chassis do Tarraco ou quando conduzirmos mais tempo em cidade do que o desejado, os valores indicados pelo conta-rotações já poderão ser menos simpáticos.

Na versão Xcellence que aqui lhe mostramos, o equipamento de série é bastante completo, mas continuam a estar presentes alguns extras que fazem aumentar o seu preço final. No entanto, se conseguir abdicar de alguns destes, o preço de tabela desta versão do Seat Tarraco 2.0 TDI Xcellence começa nos 44.463 euros. Nas portagens, o novo Tarraco pagará sempre Classe 1, mesmo que não tenha Via Verde. Para mais tarde, já está prometida uma versão híbrida plug-in.

VEREDICTO

O Seat Tarraco é a nova aposta da marca espanhola para o mundo dos SUV e das famílias a quem os sete lugares poderão dar muito jeito. O desenho da carroçaria é tipicamente Seat, ainda que sem grandes arrojos e o espaço a bordo é algo que nos surpreendeu pela positiva, assim como a qualidade dos materiais e a sua imagem mais cuidada, à qual nem sequer falta uma boa insonorização.

FICHA TÉCNICA

Seat Tarraco 2.0 TDI Xcellence

MOTOR: 4 cilindros em linha; Cilindrada (cm3): 1.968; Potência máxima (cv/rpm): 150/3.500-4.000; Binário máximo (Nm/rpm): 340/1.750-3.000; TRANSMISSÃO: Tração dianteira; Caixa manual de 6 velocidades; Suspensão (fr./tr.): Independente, McPherson; Multilink; DIMENSÕES: Comprimento/Largura/Altura (mm): 4.735/1.839/1.658; Distância entre eixos (mm): 2.790; Largura de vias (fr./tr.) (mm): 1.585/1.574; Travões (fr./tr.) Discos vent./Discos sólidos; Peso (kg): 1.735; Capacidade da bagageira (l): 230/700 (com a terceira fila rebatida); Depósito de combustível (l): 58; Pneus (fr./tr.): 235/45 R20; PRESTAÇÕES: Aceleração de 0-100 km/h (s) 9,8; velocidade máxima (km/h) 202; CONSUMOS: Urbano/Extraurbano/Combinado (l/100 km): n.d./n.d./6,4; Emissões de CO2 (g/km) 167;
PREÇO (versão base): 44.463 euros; PREÇO (unidade ensaiada): 47.963 euros

OUTRAS NOTÍCIAS

Comentários estão fechados.