Notícias actualizadas ao minuto sobre o sector automóvel

Painéis solares nos modelos eletrificados da Kia e Hyundai

O carregamento por energia solar vai ser uma realidade nos modelos da Kia já a partir de 2019. Esta nova tecnologia consiste em painéis que serão incorporados no tejadilho ou no capot dos veículos e serão combinados com motores de combustão interna, híbridos e elétricos, aumentando a eficiência de combustível e a autonomia.

Foto: Kia

O sistema, anunciado conjuntamente pela Kia Motors e pela Hyundai Motor, marcas do Hyundai Motor Group, está a ser desenvolvido como elemento de suporte à fonte principal de energia do veículo, de forma a melhorar a autonomia e reduzir as emissões de CO2. Terá a capacidade de carregar as baterias dos modelos híbridos e elétricos, bem como as dos veículos com motorização convencional, no que será mais um contributo para a eficiência de consumos e emissões.

Em desenvolvimento estão três tipos de painéis: a primeira geração destina-se a veículos híbridos, enquanto a segunda se destaca por um novo teto semitransparente nos modelos com motor de combustão interna. A terceira geração desta tecnologia, por seu lado, é constituída pela introdução de um tejadilho solar de peso reduzido nos veículos 100% elétricos.

A primeira geração do sistema, destinada aos híbridos, consiste numa estrutura de painéis solares em silicone, integrados num tejadilho convencional. Este dispositivo tem capacidade para carregar entre 30% e 60% da bateria ao longo de um dia, dependendo das condições meteorológicas e outros fatores ambientais.

A segunda geração, um tejadilho solar semitransparente, será aplicada a modelos dotados de motores de combustão interna, sendo a primeira vez que tal acontece a nível mundial. Esta opção técnica permite a sua integração num convencional teto panorâmico, aliando o estilo e o conforto da entrada de luz no habitáculo à funcionalidade do carregamento da bateria. Este tipo de carregamento da bateria – apoiando ou libertando o tradicional alternador movido pela força do motor –, é mais um contributo para que os propulsores convencionais cumpram as cada vez mais exigentes normas ambientais que estão a ser aplicadas a nível global.

A terceira geração da tecnologia de carregamento solar encontra-se em período de testes. Foi concebida para ser aplicada no capot e no tejadilho dos modelos 100% elétricos, de forma a maximizar o rendimento energético.

Como funciona?

O sistema de carregamento por energia solar é composto por um painel solar, um controlador e uma bateria. Um painel de 100W pode produzir até 100 Wh de energia (em condições ideais: meio-dia solar, 1000W/m2 de intensidade de radiação). O controlador está dotado do denominado Maximum Power Point Tracking (MPPT), que controla a voltagem e a corrente, de forma a melhorar a eficiência da eletricidade gerada pelo painel. Esta energia é convertida e acumulada na bateria, ou utilizada para reduzir a carga do gerador de corrente alterna (AC) do veículo, melhorando assim toda a eficiência do conjunto.

“No futuro, esperamos ver muitos tipos distintos de tecnologias de geração de energia integradas nos nossos veículos. O teto solar é a primeira dessas tecnologias e significará que os automóveis já não serão apenas consumidores passivos de energia, mas sim que começarão a produzi-la ativamente”, explica o responsável pelo desenvolvimento desta tecnologia, Jeong-Gil Park, Vice-presidente Executivo de Engenharia e Design do grupo. “Trata-se de um desenvolvimento entusiasmante para nós, conceber uma tecnologia que permita aos condutores passarem de consumidores a produtores de energia”.

O grupo irá lançar a primeira geração desta tecnologia nos seus veículos a partir de 2019, de forma a responder às novas regras de emissões, bem como a melhorar a eficiência de consumos.

 

OUTRAS NOTÍCIAS

Comentários estão fechados.